Secretaria de Saúde de Palmital alerta para malefícios do narguilé
Secretaria de Saúde de Palmital alerta para malefícios do narguilé

Em razão do Dia Nacional de Combate ao Fumo, lembrado no último dia (29), a Secretaria Municipal de Saúde de Palmital, irá promover no próximo sábado (5), uma mobilização para alertar para os malefícios do cigarro e pelo uso do narguilé, uma espécie de cachimbo comumente usado em países orientais. O slogan da campanha promovida este ano pelo Ministério da Saúde é “Parece inofensivo, mas fumar narguilé é como fumar 100 cigarros”.

A mobilização será na Praça Antônio Barbosa, a partir das 14h00.

De acordo com a enfermeira Regiele Matozo Fernandes, fumar narguilé é como fumar 100 cigarros. “Os jovens não tem ideia dos malefícios que o narguilé pode provocar. Porque apesar do cheiro bom e do sabor, a prática pode causar doenças como câncer de boca e de pulmão, hepatite, tuberculose, entre outras. O que parece inofensivo é realmente muito perigoso. Para se ter uma ideia uma sessão de narguilé dura, em média, de 60 a 80 minutos e, durante esse período, a pessoa fica exposta aos mesmos componentes tóxicos presentes na fumaça de uma centena de cigarros – inclusive o tabaco e a nicotina”, seria como se fumasse nesse período cinco maços de cigarro”, enfatizou a enfermeira.

Segundo dados do Ministério da Saúde, os riscos são os mesmos associados ao fumo e incluem as doenças cardiovasculares, respiratórias e alguns tipos de câncer, além de outras patologias por conta da socialização. “Como todos do grupo usam o mesmo cachimbo, há um agravante, pois aumenta a exposição a doenças como herpes, hepatite C e tuberculose”, acrescentou Regiele.

De acordo com a a psicóloga e consultora técnica de Prevenção e Promoção da Saúde da Fundação do Câncer, Cristina Perez a indústria do tabaco sabe que as pessoas entendem que o cigarro faz mal, causa doenças e provoca mortes e tenta diversificar suas vendas para manter o mercado. “As alternativas são, por exemplo, o narguilé e o cigarro eletrônico, mas ambos usam tabaco, contêm nicotina e causam dependência”, disse.

De acordo com o Inca, cerca de 200 mil pessoas morrem todos os anos no país em decorrência de doenças provocadas pelo fumo. O câncer de pulmão é um dos maiores indicadores do impacto do tabagismo sobre a saúde, já que 90% dos casos são registrados entre fumantes ou ex-fumantes. No Brasil, este é o tipo de câncer que mais mata homens e o segundo que mais mata mulheres.

Rua Moisés Lupion, 1001 - Centro - CEP: 85270-000 / Fone: (42) 3657-1222
Online:
Facebook Prefeitura Palmital
Feed